Apresentação


O presente blogue, pretende trazer ao conhecimento dos leitores, a epopeia do ciclismo lusitano desde os primórdios da competição velocipédica.
A colocação dos artigos, não segue uma ordem cronológica ou temática.
Não será publicado mais do que um artigo por dia.
A Redacção
NOTA: O blogue não adopta as normas do designado Acordo Ortográfico.

sábado, 5 de julho de 2014

Joaquim Raposo


Joaquim Raposo, foi um dos pioneiros do nosso ciclismo. Pai de Alberto Raposo, Júlio Raposo e Américo Raposo, chegou ainda a correr com José Bento Pessoa e José Maria Dionísio, seu rival. Raposo impôs-se a correr atrás de moto, em provas de meio fundo, em pista. Venceu no Velódromo de Palhavã, no início do séc.XX, o Campeão Mundial da altura, o que lhe valeu a oferta pessoal pelo Rei D.Carlos do seu relógio. Foi 3º classificado no 1º Lisboa-Óbidos-Lisboa, o primeiro contacto internacional do ciclismo português, atrás de Aníbal Firmino e André Leducq, campeão francês. Venceu ainda a Taça União em 1924 e foi 6º classificado na primeira Volta a Portugal, em 1927. 

Joaquim Raposo (dir) e José Maria Dionísio (esq)

Fontes: "A História do Ciclismo Português" de Abílio Gil Moreira e "UVP-FPC, Cem Anos de Ciclismo", edição da Federação Portuguesa de Ciclismo.
Fotos: Jornal "Os Sports" (acima) e Arquivo Nacional da Torre do Tombo (abaixo).