Apresentação

Bem-Vindo à Memorabilia do Ciclismo Português! Toda a história velocipédica lusa de antanho passa por aqui...

O presente blogue, pretende trazer ao conhecimento dos leitores, a epopeia do ciclismo lusitano desde os primórdios da competição velocipédica.
A colocação dos artigos, não segue uma ordem cronológica ou temática.
Não será publicado mais do que um artigo por dia.
A Redacção
NOTA: O blogue não adopta as normas do designado Acordo Ortográfico.

terça-feira, 10 de junho de 2014

José Bento Pessoa

José Bento Pessoa
José Bento Pessoa, foi o primeiro Recordista Mundial de Ciclismo Português. Nasce a 7 de Março de 1874, na Figueira da Foz. Iniciou as suas actividades desportivas com a natação, atletismo e remo, até se tornar um activo futebolista, como guarda-redes. Após uma fractura de tornozelo, o médico aconselhou-o a andar de bicicleta. Em 1891, aos 17 anos, assiste a uma corrida de ciclismo e desenvolve a partir de então uma enorme ambição atlética e desportiva. Inicia a sua carreira velocipédica em 1894, numa prova oficial, em Coimbra. De 1894 a 1905, com um interregno de 1902 a 1905 correu em Espanha, França (Paris) Bélgica (Gand), Suiça (Genebra), Itália (Turim) Alemanha (Berlim) e Brasil (Pará). Em Espanha disputou provas em Vigo, Corunha, Sevilha, Bilbau, Salamanca, Ávila e Madrid. Foi Campeão de Portugal em 1897, 1901 e 1905. Fez contrato de representação e correu com afamadas marcas de bicicleta da época, como a Brennabor (1894-1896), Raleigh (1897-1901) e Clément (1905). A 27 de Maio de 1897, com o tempo de 33s e 1/5, pulveriza o anterior recorde mundial dos 500m em pista do anterior recordista, o francês Edmond Jacquelin, na inauguração do Velódromo de Chamartin, em Madrid. Foi igualmente o primeiro Campeão de Fundo de Estrada de Espanha, realizado em 12 de Abril de 1897, pelo facto de se encontrar inscrito na União Velocipédica Espanhola, que regulava também o ciclismo lusitano (a UVP seria só criada em 14 de Dezembro de 1899). A 9 de Setembro de 1896, tinha já vencido os campeões espanhóis Julian Losano e Emílio Martí por 4 vezes, na Corrida Peninsular, em Vigo, mas acabou por ser desclassificado e multado, o que gerou o sentimento nacional da necessidade da criação da União Velocipédica Portuguesa (UVP). Em Espanha, torna-se um ídolo, pois em 68 corridas, vence-as todas. A 10 de Abril de 1898, no Velódromo de Genebra, na Suíça, perante 20.000 pessoas, bate o invencível campeão suíço Théodore Champion. Venceria outras corridas em Paris, e talvez o ponto mais alto da sua carreira, o Grande Prémio Zimmermann, em Berlim, a 8 de Maio de 1898, pelo valor dos ciclistas adversários que teve de enfrentar, nomeadamente, o campeão do mundo de velocidade, o alemão Willy Arend. Falece a 7 de Julho de 1954, em Lisboa.
É o primeiro grande ídolo (quiçá o maior?) do ciclismo português.


Journal de Genève (06 Avril 1898)


Journal de Genève (12 Avril 1898)


Fontes: "UVP-FPC, Cem Anos de Ciclismo", edição da Federação Portuguesa de Ciclismo e "José Bento Pessoa - Biografia", de Romeu Correia, edição do Casino da Figueira (2013)


Sem comentários:

Enviar um comentário